Ricardo Fuhrmann


Engenheiro de Software @fuhrmanns
Tecnologia
Open Source /#linux
Share: 

Introdução à Gerência da Configuração

Softwares estão sempre mudando, novas versões, novos recursos, novos requisitos. A maioria dos sistemas pode ser pensado como um conjunto de versões, onde cada uma necessita de gerenciamento e que seja mantido um histórico. Este gerenciamento de configuração está ligado com as políticas, processos e ferramentas para o gerenciamento de mudanças de tais sistemas.

É necessário que possamos controlar itens de configuração do projeto e seu versionamento, incluindo as funcionalidades, características, documentação, banco de dados e outros itens.

Os processos e as ferramentas de gerenciamento da configuração fazem parte também de exigências de algumas certificações e além disso adotar tais processos significa ter controle sobre quais mudanças foram realizadas no sistema de forma ágil, ter acesso a informação de desenvolvimento e não interferir no trabalho de outras equipes, evitando assim conflitos.

Atividades da Gerência de Configuração

Gerenciamento de mudanças tem como objetivo controlar mudanças de um sistema, como por exemplo, resolução de bugs ou o desenvolvimento de novas funcionalidades. É neste processo que é feita a estimativa de custos e do impacto de tais mudanças na equipe.

Gerenciamento de versões acompanha a evolução das versões do sistema e garante livre interferência entre partes do sistema.

Gerenciamento da construção do sistema faz a montage de componentes do sistema, dados e bibliotecas, executa a compilação e o relacionamento dos mesmos.

Gerenciamento de releases prepara o software para release e mantém um histórico das versões lançadas durante toda sua vida.

Distinção dos termos

É importante distinguir alguns termos presentes em gerencia da configuração e seus significados:

Controle de configuração é o processo que irá garantir que as versões de sistemas e de seus componentes sejam registradas e mantidas. Tais mudanças devem ser gerenciadas e armazenadas pela vida toda do sistema.

Item de configuração é qualquer coisa que pertença a um projeto de software que foi colocado sobre controle de configuração. Por exemplo: código fonte, documentação, dados de testes, modelos. Ou seja, qualquer item que possa ter mudanças durante o ciclo de vida de um projeto e que possa ser rastreado.

Versão é um item de configuração que possui um identificador único e que se diferencia entre outras versões da mesma instância. Dentro de versões temos releases que são versões que foram liberadas para uso fora do ambiente de desenvolvimento.

Baseline é a situação de uma coleção de itens de configuração similares em um momento dado do ciclo de vida de um software. Um conjunto de itens de configuração identificados e liberados para uso, independente da versão.

Branch faz parte da atividade de controle de versões e pode ser definido como a ação de se iniciar uma nova linha de desenvolvimento em paralelo com uma já existente.